#8.07 Electric Domestique

Electric Man ajuda-nos a cumprir uma promessa com dois anos e uma semana: está de regresso e veio com todo o equipamento necessário, incluindo o nosso primeiro teremim, para uma paradoxal — e falaciosa, claro — actuação em Acústico Defusão. Tudo isto a propósito do seu recém-editado novo álbum, «Electric Domestique». Entremeando a conversa fiada da praxe, Tito Pires ajuda ainda o Fábio e a Catarina a polvilharem um possante alinhamento com algumas escolhas musicais mais vigorosas, porventura para sonorizar uma sexta-feira 13 de que, na verdade, ninguém se lembrou. Na rubrica 5 Cêntimos, os anfitriões opinam sobre álbuns do ano 2002.

  • Electric Man — Rebel Eyes
  • Clarice Falcão — Vinheta
  • The Parkinsons — Primitive
  • Zola Jesus — Wiseblood
  • Liv — Hurts To Liv
  • Mão Morta — Em Directo (Para A Televisão)
  • CSS — CSS Suxxx
  • The Horrors — Something To Remember Me By
  • Oasis — Songbird
  • Julien Baker — Appointments
  • The Doors — The End
  • Arcade Fire — Creature Comfort
  • Radiohead — Videotape
  • Monday — 30 Years
  • Linkin Park — Opening
  • Linkin Park — Pts.Of.Athrty
  • Soviet Soviet — Ecstasy
  • The Perennials — Breadcrumbs
  • Belle And Sebastian — We Were Beautiful
  • Electric Man — Electric Domestique (Acústico Defusão)
  • Electric Man — Mother (Acústico Defusão)

#8.06 Let Them Good Times Roll

Afonso Rodrigues visita-nos pela primeira vez para uma conversa em jeito de Dez anos é muito tempo, mas não-oficial e com foco num acontecimento muito concreto: o álbum de estreia dos Sean Riley & The Slowriders cumpre uma década de vida, e há uma reedição e uma digressão para o celebrar. «Farewell» é, aliás, aquilo a que todos nos referimos constantemente, mesmo quando parece que alguém que fala uma variante de galego se refere ao quarentão Pharrell. Outrossim, garantimos que o ser humano que se apresenta como Iron & Wine não é decapitado na primeira temporada de «Game Of Thrones». De resto, a estreia de Clarice Falcão em Portugal obriga-nos a mais uma subversão do contínuo espaciotemporal, ao passo que o trágico desígnio da vida nos obriga a mais um segmento in memoriam. Na rubrica 5 Cêntimos, o Fábio e a Mimi peneiram os lançamentos discográficos do difícil ano 1990, e o nosso convidado faz uma dobradinha, surpreendendo-nos com a escolha de cinco canções da sua própria banda. Por fim, a solo, sem o seu trio de Filipes, Sean Riley visita dois momentos especiais de «Farewell» e do mais recente «Sean Riley & The Slowriders» em Acústico Defusão.

  • Sean Riley & The Slowriders — Let Them Good Times Roll
  • Kevin Morby — Downtown’s Light
  • Iron & Wine — Call It Dreaming
  • Marilyn Manson — We Know Where You Fucking Live
  • St. Vincent — Los Ageless
  • Clarice Falcão — Clarice
  • Duquesa — Better Men
  • Rui Veloso — A Gente Vai Na Digressão
  • Bush — Inflatable
  • Depeche Mode — It’s No Good
  • Haim — Little Of Your Love
  • 21 Savage, Metro Boomin — No Heart
  • Benjamin Clementine — By The Ports Of Europe
  • Elvis Costello — I Want You
  • Traveling Wilburys — Handle With Care
  • Sean Riley & The Slowriders — Marble Arch (Acústico Defusão)
  • Sean Riley & The Slowriders — Dili (Acústico Defusão)

#8.05 Nah Nah Nah

Os Grandfather’s House estreiam-se no Rádio Defusão duas semanas após o lançamento de «Diving», álbum do qual João Vitor Costeira, Rita Sampaio e Tiago Sampaio nos mostram nada menos do que quatro-sim-quatro temas em Acústico Defusão. Por entre assuntos da actualidade e saxofones tocados maioritariamente, mas não exclusivamente, por Kamasi Washington, o Fábio e a Mimi chegam-se à frente com canções sobre (ou com referências à) televisão na rubrica 5 Cêntimos.

  • Grandfather’s House — You Got Nothing To Lose (Acústico Defusão)
  • The White Stripes — Fell In Love With A Girl
  • Julie Byrne — Natural Blue
  • Kamasi Washington — Truth
  • Ibeyi, Kamasi Washington — Deathless
  • Nick Cave & The Bad Seeds — Jubilee Street
  • Gil Scott-Heron — The Revolution Will Not Be Televised
  • Arcade Fire — Infinite_Content
  • Arcade Fire — Infinite Content
  • Joan Shelley — Stay On My Shore
  • Queens Of The Stone Age — Feet Don’t Fail Me
  • Wolf Alice — Don’t Delete The Kisses
  • Incubus — Talks Shows On Mute
  • Morphine — Buena
  • Grandfather’s House — Drunken Tears (Acústico Defusão)
  • Grandfather’s House — Nick’s Fault (Acústico Defusão)
  • Grandfather’s House — I Hope I Won’t Die Tomorrow (Acústico Defusão)
  • Charles Bradley — No Time For Dreaming

#8.04 Favourite Ghost

Tomara. Tomara que acontecesse e aconteceu: Filipe C. Monteiro faz-nos companhia no dia em que edita «Favourite Ghost», o álbum com que apresenta o seu próprio projecto musical. Antes de tocar os dois singles já conhecidos em Acústico Defusão, ajuda-nos a escolher cantigas para ouvirmos, partilha a sua admiração por Slow J e dá 5 Cêntimos na rubrica para a qual a Mimi — na véspera de completar 29 translações — e o Fábio contribuem com canções [inserir preposição à escolha] aniversários.

  • Tomara — Hallow
  • Oh Wonder — Ultralife
  • The Roots, Bilal — It Ain’t Fair
  • Bonnie Prince Billy — Love Comes To Me
  • Slow J — Fome
  • Nick Drake — Pink Moon
  • Haim — Something To Tell You
  • Andrew Bird — The Happy Birthday Song
  • Wolf Alice — Yuk Foo
  • Sufjan Stevens — Fourth Of July
  • Destroyer — Sky’s Grey
  • The War On Drugs — Thinking Of A Place
  • Harry Styles — Sign Of The Times
  • Hailee Steinfeld — Most Girls
  • Tomara — Coffee And Toast (Acústico Defusão)
  • Tomara — For No Reason (Acústico Defusão)